sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Marani

(Poema escrito dia 28.07.2010, quando meus pais disseram, finalmente, que eu poderia ter uma gata.)
Falo algumas bobagens,
me esqueço de sorrir
De vez em quando um passo em falso
deixo a lágrima cair.

Escrevo, canto, entro em cena,
tenho vontade de sumir
Idealizo cada coisa
e saio andando por aí

Me desespero e tranquilizo,
piro no show da Anahí
Agradeço sempre à Deusa
por ter chegado até aqui

Leio livros até a metade,
passo noites sem dormir,
entre outras coisas que faço
enquanto espero Marani

video

2 comentários:

  1. Ai menina, acredita que antes eu não gostava nadinha de poemas?Torcia o nariz mesmo, mas que outra forma de escrita ia poder me fazer rir e ao mesmo tempo conhecer um pouco mais da sua pessoa?Poema é uma coisa linda.

    Mas como tá a Marani no final das contas? haha

    (Você não sabe o sorriso que me fez abrir aquele seu comentário falando sobre o Carpe Diem, e eu autorizo sim você a tatuar a frase na alma rs)

    ResponderExcluir
  2. Ou seja, é humana, no sentido amplo da palavra.

    Gosto com especial carinho de quem compartilha da minha paixão por gatos. ;)

    Um beijo e obrigada pelo link.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário! Vou ler, e depois publico e respondo, ta?